quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Deu Tiririca


Ok, Vocês venceram, deu Tiririca na mosca, mesmo no segundo turno.
Agora é esperar pra ver.


Um abraço do blogueiro que continua sendo, sem medo de ser feliz, oposição.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Errata

Este blogueiro (cof cof) vem feliz da vida reconhecer que falou um monte de besteira no post anterior.
Aproveita para dizer que ficará na torcida para ter errado ainda mais.

Até dia 31.

domingo, 5 de setembro de 2010

Mais oito anos - Sassá Mutema e Tiririca




Dilma é nossa presidente. Ou seria presidenta? Pouco importa. A verdade é que a popularidade conquistada por Lula na sua desenfreada compra de votos ao custo do bolsa família e muitos concursos públicos, foi suficiente para eleger uma porta. “Ah, mas a eleição só acontece no dia 03 de Outubro, como pode afirmar isso?” Afirmaria mesmo que o candidato de Lula fosse o Tiririca, daria na mesma.

Seus defensores certamente não estarão lendo este texto daqui em diante, pois este é o perfil de quem admira nosso molusco. Eles adoram tapar o sol com a peneira e só enxergam o que lhes interessam.

Comecei a acompanhar política nas eleições de 1989. Lembro que fiquei anotando os resultados parciais de apuração em papéis de rascunho até a vitória de Collor ser anunciada. De lá pra cá me acostumei a ser situação, pois apesar do episódio da poupança e dos desvios de verba, Collor fez coisas importantes, pena que era meio louco e podre demais para dar sequência. De Itamar até 2002 o país se estruturou, apesar de todas as crises internacionais que atravessou e entregou tudo pronto para Lula. Desde então está sendo um saco ser oposição. Ultimamente alcançou um ponto inacreditável, pessoas que compartilham das minhas idéias estão com vergonha de se manifestar em público de tão minoria que se tornaram. Triste demais. Lula deixará o palácio como um legítimo rei, supremo, absoluto, perfeito, um verdadeiro Sassá Mutema.

Não vou reclamar de episódios envolvendo desvios de verba, mensalões, etc, porque em todo governo sempre existiu e sempre existirá. O que me irrita é a pose de santo, o mapeamento político de empresas e instituições, o aproveitamento do super favorável momento econômico mundial como pano de fundo para o crescimento da economia (não estou falando de 2009, claro), exposição do Brasil ao ridículo com as gafes internacionais (custava aprender inglês nesses oito anos?). Pergunta para o Eike se ele teria coragem de fazer uma negociação internacional através de um intérprete. Sim, o país deveria ser tratado como uma empresa, sempre.

Não sou oposição só de pirraça, votei no Lula em 2001, só no primeiro turno, mas votei. Escrevo isso tudo porque realmente acredito que ele não fez praticamente nada que prestasse em dois mandatos para ser venerado como é hoje. Como se não bastasse ganhou poderes para eleger essa senhora que não sabe nem falar em público.

Bola pra frente, tenho mais oito anos para reclamar das besteiras que eles certamente farão e torcer para que a atual oposição se reinvente e consiga tirar essa corja de lá, ou seja, minha próxima chance se virar situação só virá quando estiver com 41 anos. Meus filhos estarão se preparando para viver em um país endividado até o pescoço e convivendo com um governo tão real quanto a foto lá de cima.

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Se o mundo fosse quadrado...

Não vou tecer comentários, assistam e tirem suas conclusões.
Diversão garantida!


domingo, 24 de janeiro de 2010

Cantada digital - Twitter, MSN, telefone ou vídeo-chamada


Quando o assunto é impressionar, conquistar ou apenas corresponder uma expectativa quando alguém lhe diz alguma coisa direta e sincera e não está ao vivo, sua resposta deixará diferentes impressões dependendo diretamente do meio de comunicação que está usando.

A idéia não é nova. Quando as pessoas se correspondiam através de cartas ou pessoalmente o resultado era o mesmo, hoje em dia temos apenas novas formas de comunicação, mas o resultado é o mesmo de 100 anos atrás. Explico:
Se alguém lhe faz uma pergunta cuja resposta influenciará diretamente nos atos e expectativas seguintes, sua resposta terá diferentes impactos dependendo do meio de comunicação escolhido, exemplos:

Se for uma DM (Direct Message) do Twitter ou um SMS você terá todo o tempo do mundo para responder e causar a exata impressão que deseja. Poderá pesquisar os aspectos da pergunta no Google, trocar idéias com amigos, e refletir a vontade. Sua resposta será simples, fria e objetiva, pois não terá sua voz, seu rosto e nem pressa.

Caso o diálogo esteja fluindo pelo MSN ou qualquer outro comunicador instantâneo, você não terá muito tempo para responder, caso contrário causará uma péssima impressão. A resposta precisa ser rápida e eficaz, e nem todo mundo tem essa capacidade. Mas mesmo assim, o interlocutor não estará ouvido sua voz nem vendo sua cara, o que lhe dará bastante espaço para manobras. Caretas, dúvidas e gestos serão tolerados.

Partindo para o telefone ou conversa via voz pelo computador o espaço para manobras ficará quase nulo. Um suspiro diferente, uma rápida pausa ou ainda uma pequena alteração no tom da voz será suficiente para desencadear uma reação adversa ao planejado ou esperado. Você precisa ser muito rápido, direto e convincente.

Por último, o mais comprometedor e mais perigoso (ou mais objetivo) meio de comunicação, é sem dúvida a vídeo-chamada. Neste ponto amigo, não há espaço para nada. Sua reação será imediatamente percebida. Não adianta tentar explicar uma cara de espanto ou de interrogação quando ela não for esperada pelo outro lado. Não é atoa que grandes empresas promovem reuniões decisivas via videoconferência. É a melhor maneira de não estar ao vivo com o interlocutor, mas ter a oportunidade de observar todas as suas reações.

O importante é que não existe regra para qual recurso utilizar. Tudo depende do momento e do objetivo a ser alcançado. Mas uma coisa é certa: Sua escolha poderá evitar ou causar muita dor de cabeça, pense nisso.